Dia da Criatividade: inspire-se com Celaine Refosco

Ser criativo é algo especial e também muito humano. Todos nascemos com essa capacidade, mas alguns acabam não a desenvolvendo em razão do tempo, das escolhas ou, quem sabe, da rotina corrida. E, por ser tão presente em nossas vidas, precisamos apenas nos reconhecer e praticar.


Para aqueles que ainda não sabem como aguçar a criatividade, neste artigo contamos a história da artista plástica catarinense Celaine Refosco. Inspire-se e encontre-se em seus detalhes.

Celaine encontrou-se como artista ainda criança. A arte sempre fez parte da sua trajetória. Estudou Artes Plásticas e se formou em Pintura pela Escola Superior de Música e Belas Artes (EMBAP) no Paraná e teve uma passagem importante na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Logo que se formou, por contingências da vida, ingressou na área têxtil e, dentro da indústria, tornou-se designer. Seus primeiros trabalhos foram em cama, mesa e banho e, por isso, ela se identifica com os produtos Döhler. 

A artista acredita que os produtos têxteis estão carregados de afetividade. Todas as horas mais sensíveis do nosso dia a dia estão em volta de um tecido. Seja ao arrumarmos a mesa para a alimentação ou o ato de dormir. E tudo está relacionado também com cuidado com o mundo, com o outro e consigo. Um exemplo são os tecidos de retalhos, que nossas avós faziam. 

Capacidade criativa: como descobri-la?

A capacidade criativa está muito relacionada ao saber fazer profundo. “Quanto mais profundamente uma pessoa sabe fazer qualquer coisa, na minha opinião, ela poderá criar a partir desse recurso, com mais capacidade do que uma que não saiba. Embora essas coisas não sejam lineares”, conta. Por isso, devemos alimentar a alma de artista que está em nós, em nossas aspirações e nossos sonhos. 

E foi no trabalho na indústria têxtil que Celaine entendeu a capacidade criativa que esse espaço demanda para a sociedade. “Eu me envolvi muito nesse assunto, tanto que acabei criando e mantendo durante 10 anos uma escola independente para criatividade e conhecimento técnico”. Depois, dedicou-se a trabalhar somente como artista.

Assim, a nossa capacidade criativa pode ser aproveitada ou descoberta em nossas profissões para conhecimento e traçar o futuro. “Eu gosto de fazer muitas coisas e isso é muito característico de ter passado pela indústria têxtil. Você tem que ter uma capacidade flexível, eu acabei experimentando muita coisa de material, técnico e assunto”. 

Sua vivência no segmento têxtil e sua alma de artista lhe proporcionaram também inspiração para criação. Ao longo de 20 anos, ela guardou todos seus processos criativos. Após uma revisão, compôs sua exposição Crisálida, que traz suas obras em desenho, pintura, tecidos e múltiplos. Sendo este último, “bordados eletrônicos feitos a partir de desenhos e eu os entendo como gravuras”, destaca e assume: “esse material tem consciência, é legal, sou eu”.


Foto da exposição Crisálida

O nome Crisálida significa o ciclo de vida das borboletas, quando estão se preparando no casulo para alçar voo. E a arte tem essa singela experiência de estar presente no olhar do outro e a exposição remete a esse tempo de processo criativo. “Estive um tempo produzindo silenciosamente como uma lagarta faz e estava na hora de abrir esses tecidos e quem sabe abrir as asas”. 

A criatividade que emana 

Celaine acredita muito no processo. Para ela é o lugar da saúde do artista. Devemos enxergá-lo como prioritário. Além disso, a criatividade é algo que precisa ser praticado. “A gente pensa muito na arte como algo pensado e depois executado. Mas não é verdade. O processo criativo é um exercício”, explica Celaine. Então, temos que repeti-lo diariamente para criarmos uma musculatura de rotina e entendimento da nossa arte. “Eu acredito que todo mundo tem criatividade pelo fato de sermos humanos. Ela pode ser desenvolvida, não ensinada, mas aprendida e, sobretudo, praticada”, esclarece.

Cada um conhece a criatividade que possui e a prática é fundamental. É como se alimentar, dormir, exercitar o corpo, é uma rotina. “A vida da gente é feita de ritmo, e o exercício da capacidade criativa ele precisa estar incluído nesse ritmo que é a vida”. Além disso, a prática nos ajuda não só na vida pessoal, mas pode ser um auxílio profissional. “Quando a criatividade está a serviço do trabalho, ela vai compreender muito o ambiente contemporâneo no qual essa indústria está inserida”.

Como podemos ser criativos conosco e com o mundo

Por sermos práticos demais ou presos às telas, acabamos tendo pouco tempo para aproveitar os detalhes da rotina de casa e com os outros. Para quem quer ser mais criativo, temos algumas dicas com a ajuda da artista plástica.

  1. Faça pequenas coisas em casa de exercício criativo, como cozinhar, por exemplo. Assim, “conseguimos favorecer a nós mesmos e a uma rede que está conectada com esse pequeno ato”.

  2. Aproveite o que o ambiente oferece para seu processo criativo. Hoje em dia as pessoas têm mais do que precisam. Cuide do planeta.

  3. Inove com os têxteis usando a afetividade. “O têxtil é um símbolo precioso desse momento de cuidado com todos os outros e o mundo”. Use os tecidos para cuidar um dos outros. Criar uma mesa bonita, singelamente com produtos e montada com carinho, ou usar uma toalha para secar os pés. “Algo bonito que vai estar mais próximo da sua essência com cuidado e delicadeza”.  

  4. Pratique sua musculatura artística. A criatividade também é um exercício diário. Encontre-se em suas aptidões e sonhos. Decorar sua casa já é um exercício.

  5. Coloque suas ideias no papel e saia da sua zona de conforto. Procure aquilo que conforta e que você sempre teve vontade de fazer.

  6. Peça ajuda a outras pessoas. Compartilhe suas ideias!

Gostou de conhecer a história da artista plástica? O que você gostaria de criar? Os nossos produtos podem ajudar a sua criatividade a aflorar. Encontre pertinho da sua casa em Döhler pertinho de mim. Ou, se preferir, compre online em www.casadohler.com.br.


Avaliação: Responda de 1 a 5, o quão este conteúdo foi útil para você?

Encontre os produtos Döhler

Ama nossos produtos para cama, mesa e banho e quer saber onde comprar?
Faça uma busca e descubra no mapa onde encontrá-los nas lojas mais próximas de você.

Também quer que a Döhler faça parte da sua vida?
Temos diversos representantes em todo o Brasil. Entre em contato com um deles e venda os nossos produtos em sua loja também.

Nós usamos cookies para melhorar cada vez mais sua experiência de navegação no site.
Ao continuar, você concorda com nossa Política de Privacidade.

Aceito