Dicas infalíveis para entreter os filhos em casa

Durante muito tempo em nossas vidas pensávamos em como seria bom ter mais tempo com os filhos, ficar em casa, brincar, fazer as refeições com todos à mesa, entre outras coisas. Mas as rotinas de casa, trabalho, escola e atividades extras ocupavam todo o nosso dia a dia até que, de repente, chegou a COVID-19. As escolas fecharam, os modelos tradicionais de trabalho tiveram de ser repensados para fazer em home office e a rotina e as tarefas da casa, aumentaram consideravelmente.

Ficamos todos em casa, adultos e crianças. Mas e agora? Como fazemos para organizar essa nova rotina da casa, com trabalho, filhos e atividades da escola?

Para muitas famílias, em especial aquelas que dependiam de sua rede de apoio, como escola, avós e contraturnos, a rotina ficou ainda mais pesada, forçando em muitos casos a mulher a abandonar seu trabalho para dar conta da casa e filhos. Uma coisa importante é lembrar que as tarefas devem ser divididas entre os pais, tornando a rotina da casa mais saudável e a relação do casal mais tranquila.

Foi pensando nisso que convidamos a Andreza de Liz, fundadora da Cri.ativa Consultoria e Treinamento, para dar algumas dicas que vão ajudar você a organizar essa rotina com mais criatividade, entretendo os filhos em casa e estreitando os laços familiares.

  1. REVEJA A ROTINA DA CASA E REPENSE O QUE PODE VIRAR UMA BRINCADEIRA


Algumas das rotinas básicas de toda casa são as refeições, a hora do banho e a hora de dormir. Aproveitar esses momentos para torná-los mais alegres e divertidos gera ótimas memórias afetivas, além de tirar o stress do dia a dia. Quer coisa melhor do que comer, tomar banho e dormir?

As refeições são um maravilhoso momento de conexão da família, além de uma ótima oportunidade de ensinar várias coisas para as crianças, como o respeito à mesa, a importância dos alimentos, a gratidão pela comida e por quem a fez e até o uso dos talheres, que para os pequenos é um desafio.

Ajudar a arrumar a mesa ou tirar, lavar ou secar a louça, dependendo do tamanho da criança, dar autonomia para escolher sua comida e incentivá-la na incrível experiência de saborear novas, também podem ser ensinados. 

Conversar sobre vários assuntos, falar da sua infância, das comidas que mais gosta e das que ainda quer experimentar geram aproximação e admiração.

Dá para usar desse momento das refeições para criar diversas brincadeiras divertidas e prazerosas, como por exemplo:

- Novos lugares para as refeições – um piquenique no meio da sala, na sacada ou no jardim. Um café da manhã na cama, dá mais trabalho e até uma sujeirinha, mas é de um carinho enorme e quem recebe se sente a pessoa mais especial do mundo.

- Um almoço na mesinha de centro da sala, na mesa da churrasqueira ou em algum lugar improvisado não é algo para fazer sempre, mas já causa novas sensações.

- Um jantar à luz de velas, uma comida enfeitada, fazer de conta que estão num restaurante onde o papai é o garçom, a mamãe é a chef de cozinha e as crianças são os clientes é pura diversão.

- Convidados especiais - deixe que seus filhos tragam bichos de pelúcia, bonecas ou super-heróis para participarem das refeições. As crianças adoram essa experiência lúdica.

- Crianças na cozinha – elas adoram mexer em armários, portas e gavetas. Brincar com potes e utensílios que não machuquem também pode entretê-los.  E pedir para eles ajudarem no preparo das refeições e na arrumação da mesa torna-os mais responsáveis e participativos nas atividades da casa.

- Celebrem a vida – comemorem os aniversários dos pais, dos filhos e até dos pets. Se não tiver um animalzinho de estimação, celebrem dos brinquedos, preparem um bolinho e façam de conta que algum dos brinquedos está de aniversário. As crianças adoram uma festinha e aprender a celebrar a vida é algo que faz bem a todos.



A hora do banho também pode ser de muita brincadeira e de momentos prazerosos. 

Para começar, crie uma rotina para o banho, pois as crianças precisam se acostumar com esse ritual desde cedo. 

Estabelecer uma sequência de ações também facilita no desenvolvimento da autonomia da criança, além de gerar o hábito e fazer com que se sinta mais segura com o passar do tempo.

Se seu filho já é maiorzinho, use combinados e avisos de que a hora do banho se aproxima – isso funciona bem para que a criança já vá se preparando e evita as birras quando realmente chega a hora. 

Mais algumas dicas podem ajudar nessa rotina da casa:


- Brinquedos, livrinhos de banho, uma banheira ou mesmo uma bacia são algumas das coisas que podemos deixar no banheiro para que as crianças aproveitem esse momento para brincar. Sempre levando em consideração a idade da criança, sua autonomia e a economia de água, escolha a melhor forma para que seu filho possa se entreter durante o banho.

- Aos poucos, dê autonomia para que seu filho vá se lavando sozinho. Oriente o passo a passo, por onde começar e terminar. 

- Se por algum motivo a rotina da casa mudou e já passou da hora do banho, mantenha a calma e converse com seu filho que nesse dia o banho será rápido e sem brincadeiras, quanto menor seu stress, menor o stress da criança também. E caso já tenha dormido sem banho, sem problemas. Acordar e forçar este momento pode ser desastroso e muito estressante para ambos.

- Aproveite para curtir bem essa fase deles ainda pequenos e que precisam da sua ajuda, pois eles crescem rápido. Abrace enquanto seca, beije, cheire, pegue no colo, brinque. Escove ou penteie o cabelo com carinho, ensine a escovar os dentes e, sempre que possível, façam isso juntos, pois o exemplo é a melhor forma de ensinar. Esses momentos podem ser bem especiais e marcantes para os filhos.